Cultura, Sedesc e Seduc planejam ações de sustentabilidade, inclusão digital e geração de renda para a cidade


Teófilo e Secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Adalgisa Moraes Souza

Em matéria publicada no último dia 16, no site O Tempo, “a economia brasileira perde cerca de R$ 120 bilhões por ano em produtos que poderiam ser reciclados, mas são deixados no lixo. “Geramos no país quase 80 milhões de toneladas de rejeitos por ano, e reciclamos apenas 3%”, diz o especialista em economia circular e sustentabilidade e coordenador do grupo de resíduos sólidos da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Paulo Da Pieve”.
A reutilização de materiais, por outro lado, além de fazer bem pro meio ambiente, também pode ser fator de geração de renda. Basta dar uma volta pela cidade pra ver a quantidade de plásticos, papéis, metais, vidros, eletrônicos, entre outros, que jogamos no lixo todos os dias, e que, com um pouco de criatividade poderiam ganhar uma nova finalidade.
Teófilo e Equipe SEDESC
Reunião na SEDUC, com Roger Jacob e equipe mobieduca.me
Com essa ideia em mente, a Superintendência de Cultura, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania e a Secretaria de Educação iniciaram hoje (19) os diálogos em torno da parceria entre os órgãos que prevê ações relacionadas à sustentabilidade, reutilização de materiais, inclusão digital e geração de renda. As ações giram em torno de incutir práticas e novos hábitos não só nas crianças e adolescentes, mas em suas famílias, mediante ações pontuais como oficinas, capacitações, vivências, entre outras, que estão sendo planejadas para aplicação nas escolas e nas comunidades parnaibanas, com todo o suporte da Prefeitura Municipal de Parnaíba e instituições parceiras.

Comentários

Postagens mais visitadas